voltar

Ambiente - É possível melhorar a qualidade do ar


A poluição atmosférica é causa de doenças. Compete-nos ser pró-activos no combate a esta situação. Podemos fazê-lo reduzindo a poluição que lançamos para a atmosfera; utilizar veículos não poluentes, andando a pé, de bicicleta, de metro ou outros transportes públicos. Deixar de fumar, reduzir a ingestão de carne e evitar a utilização de aerossóis. Em Portugal morre-se muito mais em consequência da poluição atmosférica do que se pensava. Em vez dos 6.690 óbitos indicados pela Agência Europeia do ambiente, um novo estudo aponta para 15.000, mais do dobro. Na União Europeia, Portugal ocupa o 13.º lugar na lista da mortalidade devida à poluição atmosférica, com 138 mortes em cada 100.000 habitantes.

De onde vem a poluição?


Apesar de ela vir da própria natureza, a maior parte da poluição é causada pela actividade humana. O tráfego rodoviário, a industria e a agricultura intensiva, estão na linha da frente como responsáveis pela degradação da qualidade do ar.

Óxidos de carbono, de azoto e de enxofre, compostos orgânicos voláteis, partículas respiráveis envenenam o ar das cidades e das zonas industriais, e são a causa primária desta situação. Em dias de sol, a radiação solar ao incidir sobre estes compostos, através de um efeito fotoquímico, dá origem a um novo poluente ainda mais perigoso: o ozono. Os impactos da poluição atmosférica exercem-se, sobretudo ao nível do aparelho respiratório, provocando a inflamação de todos os seus segmentos, desde o nariz (rinite) ao pulmão (pneumonial), passando pela faringe (faringite) e pelos brônquios (bronquite). As crianças e os idosos são os que mais sofrem.

A poluição também contribui para outros tipos de doenças, como as cardiovasculares (acidentes vasculares cerebrais e cardíacos), a diabetes e a hipertensão arterial.


Para se defender da poluição deve evitar circular e horas de ponta e nas zonas em cidades com maior concentração de veículos. Tente arejar a casa apenas nos períodos  de menor intensidade do tráfego rodoviário. Evite sair ou use máscara quando houver indicação das autoridades de que o nível de poluição está elevado, passeando em locais sem trânsito. Com estas medidas tão simples estamos a contribuir para a nossa saúde e para a do planeta.

Artigo por Dr. Jaime Pina em Revista Saúda



PATROCINADORES